Coreias entram juntas na abertura das Olimpíadas de InvernoTempo de leitura: 1 min.

0
61

Coreias se unem em momento histórico.

A cerimônia de abertura das Olimpíadas de Inverno foi realizada nesta 6ª feira (9.fev.2018) em PyeongChang na Coreia do Sul. As delegações das Coreias do Sul e do Norte entraram juntas carregando uma única bandeira.

Dois atletas, 1 de cada país, puxavam as equipes. Todos vestiam branco, simbolizando a paz, tema da cerimônia desta edição dos Jogos. O presidente sul-coreano, Moon Jae-in, e Kim Yo Jong, irmã mais nova do líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, se cumprimentaram durante a solenidade.

O presidente do comitê olímpico coreano, Lee Kee-heung, discursou sobre a união das Coreias. Thomas Bach, presidente do COI (Comitê Olímpico Internacional), também discursou. Ambos falaram sobre o espírito olímpico e da honra de participar de uma Olimpíada.

Os dias que precederam os Jogos Olímpicos foram de muita especulação sobre a forma de aproximação entre as Coreias. Na 4ª feira (7.fev.2018), o governo norte-coreano anunciou que enviaria a irmã mais nova de seu líder para representar o país. Esta é a primeira vez em que um membro da dinastia Kim vai ao vizinho do sul.

Outra figura política presente durante a abertura foi o vice-presidente norte americano Mike Pence. Os EUA têm a maior delegação da competição. No entanto, o vice de Donald Trump não compareceu ao jantar entre os líderes das nações participantes.

Os atletas russos entraram com a bandeira do Comitê Olímpico. O país foi banido da competição após o governo acobertar um escândalo de dopping institucionalizado entre atletas nas Olimpíadas de Londres e Sochi.

A delegação brasileira na competição é composta de 9 atletas e competirá em 5 modalidades.