Temer não desistiu e quer votar Reforma da PrevidênciaTempo de leitura: 1 min.

0
352

O presidente Michel Temer afirmou, em entrevista à rádio Jovem Pan, que pode fazer cessar a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro para votar a reforma da Previdência entre outubro e dezembro deste ano.

A declaração do presidente vai contra expectativa de próprios aliados ao Planalto, que consideram a votação da proposta como improvável neste governo.

“Não é improvável, se por exemplo até setembro ou outubro a intervenção já tiver produzido todos os efeitos necessários, eu ainda posso fazer cessar a intervenção e aprovar a reforma em outubro, novembro, dezembro. São três meses para discutir esse assunto”, declarou.

“A reforma da Previdência não foi sepultada, foi retirada momentaneamente da pauta legislativa, mas não saiu da pauta política do país”, complementou.