Aplicativo “Detector de Corrupção” ajuda eleitor a escolher melhor o candidatoTempo de leitura: 2 min.

1
139

Detector de Corrupção ajudará o eleitor a descobrir se seu candidato é ficha limpa.

Com a aproximação da “temporada eleitoral”, não tem como escapar. Estampados com a cara de políticos, folhetos e propagandas logo começam a pipocar pelos faróis e ruas da cidade, lotando as lixeirinhas nos carros e calçadas.

Agora, já pensou ter nas mãos o poder de descobrir se o candidato “Zé das Couves” – que na foto do santinho até tem “cara de santinho” – é mesmo confiável e digno do seu voto?

Graças a um aplicativo lançado essa semana, a difícil tarefa de “puxar a ficha” dos potenciais deputados, senadores e até presidentes, ficou muito mais simples.

Concebido pelo portal Reclame Aqui em parceira com a Agência de Publicidade Grey, o “Detector de Corrupção” permite ao eleitor verificar, por meio de uma simples identificação facial ou pesquisa por nome, se o político foi condenado ou responde a algum processo na justiça.

Disponível para Android e Iphone, o aplicativo já conta com 850 políticos cadastrados entre membros da presidência, senado e governos. Até agosto, a ferramenta incluirá todos os candidatos a cargos em disputa nestas eleições.

Atualizado e monitorado por uma equipe de quatro jornalistas, as informações são levantadas nos sites dos Ministérios Públicos e também nos Tribunais de Justiça, além de informações oficiais, públicas e privadas divulgadas pelo Superior Tribunal Federal (STF), Superior Tribunal de Justiça (STJ), Tribunais Regionais Federais (TRFs) e Tribunais de Justiça (TJs).

Para acessar os dados, basta colocar a imagem do político que se deseja investigar, em frente à tela do smartphone.

Em poucos segundos o app identifica o rosto fotografado e revela todos os processos de improbidade administrativa ou corrupção nos quais o político está envolvido.

Quem tem histórico limpo na praça também aparece. Nos casos de políticos contra os quais não existem processos, o app apresenta a seguinte mensagem: “não existem processos de corrupção ou improbidade administrativa contra esse candidato”.

É como diz ditado: “quem não tem cão, caça com gato”. Se em países com a França, os aplicativos mostram a qualidade dos vinhos, no Brasil, o jeito é se contentar com o catálogo de políticos corruptos e escolher aqueles sobre os quais pesem menos acusações na hora de votar.

Uma triste missão. Mas que encontra no “Detector de Corrupção” um excelente aliado.

Para baixar o aplicativo clique aqui

  • isaura

    com essa ditadura da toga em que estamos vivendo, nem pensar!! querem tirar do povo o direito de escolher seu candidato, criminalizando toda a política. Só quando tivermos um judiciário e um ministério público descente no Brasil, e não esse lixo que está aí!