Mais um passo foi dado no projeto do telescópio James WebbTempo de leitura: 2 min.

0
97

Você já deve ter ouvido falar do telescópio Hubble nas aulas de Ciências, certo? Agora, chegou a vez do sucessor dele. O telescópio espacial James Webb é um dos projetos mais ambiciosos da NASA, projetado para ter especificações técnicas que sejam ainda mais potentes do que aquelas em seus antecessores. Os espelhos do Webb, por exemplo, são sete vezes maiores do que os do Hubble, o que garante uma área bem maior de captura de imagens.

James Webb está com uma missão muito importante para completar no espaço. No ano que vem, quando for lançado, ele será considerado o telescópio mais potente já construído e deverá continuar a exploração a partir de onde o Hubble e o Spitzer, seus antecessores, pararam, para ajudar os cientistas a saber mais sobre os mistérios do Universo.

1

Agora, o equipamento está finalmente passando pelos últimos testes antes de ser enviado para o espaço. Na prática, isso significa que o James Webb foi introduzido em uma câmara gigante com puro vácuo – sim, com a intenção de simular o que aconteceria com seus componentes quando estivessem no espaço. É bom arrumar um casaco, porque o calor passou bem longe do experimento: a temperatura lá beirava os 180 °C negativos.

Nem é preciso dizer que um humano não sobreviveria de jeito nenhum a uma temperatura dessas, mas acabou que o James Webb se deu muito bem – e, para completar, ainda tirou uma foto do interior da câmara. Além de registrar o momento, a imagem capturada mostrou para os cientistas como os componentes do equipamento reagiram a temperaturas tão baixas, para garantir que tudo corra bem no espaço.

2

Não é a primeira vez que a NASA utiliza câmaras para testar seus telescópios; até mesmo a famosa aeronave Apollo – e, acredite se quiser, os membros da tripulação também – já foram parar dentro desses locais; porém, para trabalhar com o Webbs, a câmara sofreu algumas modificações. Mesmo assim, Bill Ochs, responsável pelo projeto do Webbs, declarou que o sucesso desse teste já representa um marco na história do telescópio, o que confirma que a NASA e as empresas parceiras possuem um equipamento de destaque e um belo conjunto de instrumentos de ciência.

Mas, calma, pois ainda há caminhos a serem percorridos. Quando essa etapa for finalizada, o telescópio Webbs vai passar por mais alguns testes de acústica. Depois disso, a última etapa é enviá-lo para a Guiana Francesa, onde o lançamento ocorrerá.

FONTE